Ação do dia 27 de Outubro

Domingo, dia 27 de outubro tivemos ação no Páteo do Colégio em São Paulo, foi um dia maravilhoso de sol, muitos atendimentos e sorrisos que registramos aqui hoje com lindas fotos de Silvia Matos.

IV Congresso de Medicina Tática e II Congresso Brasileiro de Medicina de Rua

Aos Nossos queridos Dentistas de Rua

Hoje comemora-se o dia nacional do dentista e nós, do Médicos do Mundo, temos um enorme orgulho desses profissionais maravilhosos que fazem tanta diferença na vida de pessoas que de outra forma não teriam acesso a um sorriso mais confiante!

PARABÉNS aos nossos queridos dentistas!!!!

Dia do Dentista Brasileiro é comemorado anualmente no dia 25 de outubro.

A data homenageia o profissional responsável pela saúde dos dentes e que, entre outras coisas, tem como função combater doenças, fazer remoções, restaurações, cirurgias e limpezas dentárias

Por tudo isso, em 25 de outubro também é celebrado o Dia Nacional da Saúde Bucal.

Origem do Dia do Dentista no Brasil

A escolha desta data para o Dia do Dentista é uma comemoração à criação do curso de Odontologia no país.

O Decreto de Lei nº 9.311, de 25 de outubro de 1884 criou os primeiros cursos de graduação em Odontologia no Brasil, nos estados da Bahia e Rio de Janeiro.

Mais tarde, o Conselho Federal de Odontologia oficializou a data como o Dia Nacional do Cirurgião-Dentista.

Dia Mundial do Dentista

O Dia Mundial do Dentista é comemorado dia 3 de outubro.

A data surgiu em decorrência da criação do primeiro curso de formação para odontólogos, em 1840, em Baltimore, nos Estados Unidos da América.

Médicos do Mundo em Ponta Grossa

Conheço o Ricardo Sirigatti desde que nascemos, literalmente 😊
Em 2018 conversamos sobre iniciar o Projeto MÉDICOS DE RUA em Ponta Grossa/Paraná, mas eu estava com receio de assumir a coordenação geral. Tentei por meses encontrar alguém para coordenar, mas não encontrei… e esse ano então procurei a coragem que me faltava 😊

Em Ponta Grossa tive reunião com o Ricardo em 07/03 e reunião com a pessoa que viria a me auxiliar na coordenação em 26/03/19 (prof Fabiana Postiglione Mansani). E programamos a ação para junho.

🎇 Primeira ação MÉDICOS DE RUA PONTA GROSSA foi fantástica 😊😊👏🏼👏🏼

Sábado 08/06 no workshop: 244 voluntários;
Domingo 09/06: 148 pessoas atendidas, no Parque Ambiental.

❇Atendimento de diversas equipes:
Café da manhã 🥛🥯
Acolhimento (dinâmica de grupo, música, Palhaçoterapia) 💖
Cadastro 📝
Veterinária 🐕
Enfermagem (dados vitais, antropometria)📉
Testes rápidos (HIV, VDRL, Hep B, Hep C)📍
Medicina (atendimento com caráter de pronto atendimento, encaminhamento de casos selecionados para Pronto Socorro, CAPS, ambulatoris de especialidades através de UBS)
Farmácia (dispensação de medicamentos, muitos foram doados por colegas médicos e alguns fornecidos pela Fundação Municipal de Saúde)💊
Análises Clínicas (coleta de sangue e urina em casos selecionados, processados no laboratório escola da nossa Universidade Estadual de Ponta Grossa)💉
Odontologia (escovódromos e avaliação, encaminhamento de casos selecionados para UBS)🦷👅
Vacina da Gripe💉
Corte de cabelo e barba💇🏼‍♀💆🏻‍♂
Distribuição de doações 👕
Entrega de lanche
Feedback

Doados 116 cobertores; 238 kits de higiene; muitas roupas, alguns calçados e brinquedos.

Servidos 425 sanduíches + 200 bananas + 260 pacotinhos de biscoito + 115 pedaços de bolo + bebidas quentes (café, café com leite, achocolatado, chá).

Tudo isso foi possível graças à repercussão imensa que o Projeto MÉDICOS DE RUA teve em Ponta Grossa.

A Chefe do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde da UEPG, prof Fabiana Postiglione Mansani, auxiliou-me na coordenação desde o início das reuniões, ajudando na divulgação, colaborando com empréstimo de material e convidando e sensibilizando professores e alunos 😊

A Fundação Municipal de Saúde também compreendeu a importância de lançar esse olhar atento para a população em situação de rua. Receberam-nos em uma longa reunião e forneceram vacinas, testes rápidos e medicamentos. Prof Carlos Eduardo Coradassi, veterinário, professor da UEPG e funcionário da Fundação Municipal de Saúde, teve participação fundamental para que isso acontecesse 😊

E principalmente, tivemos muitas doações e muitos voluntários 😊💖

Ana Paula Ditzel, Ponta Grossa/PR.

 

Apresentação da Odontologia de rua no XIV CIOPAR

As questões inerentes às populações em situação de rua vêm aos poucos ganhando visibilidade, contudo, embora o interesse em investigar o fenômeno de pessoas que habitam as ruas venha se intensificando ainda são poucos os estudos aplicados a este nicho populacional. O atendimento odontológico se dá de forma humanizada, com escuta qualificada e colocando sempre o paciente em primeiro plano.

É necessário haver transformação da maneira de encarar essa população e se compadecer com a realidade opressora para de fato entender este problema social. A importância desses dados dá-se à construção de políticas públicas atenta aos direitos dessa população, pois a invisibilidade acaba por colocá-los em uma espécie de ciclo, visto que a reinserção no mercado de trabalho, vida social e até mesmo convívio familiar tornam-se cada vez mais distantes da realidade desses indivíduos que muitas vezes por esses motivos continuam nas ruas.

Frente a isso, no dia 17 de outubro de 2019, as alunas Tamara Araújo e Fernanda Gusmão com a orientação da Prof. Dra. Carolina Dea Bruzamolin, apresentaram um trabalho intitulado “Odontologia de rua: relato de experiência” no XIV Congresso Internacional de Odontologia do Paraná na cidade de Curitiba. Este trabalho mostra como é a organização da ONG Médicos de Rua – Curitiba e como é feito o atendimento a pessoas de situação de rua na estação “Só Riso”, no qual presta assistência odontológica voltada para a educação em saúde, orientação e encaminhamento aos serviços especializados.

É visto que estes indivíduos enfrentam dificuldade de acesso aos serviços de saúde, e os profissionais a limitação de procedimentos que podem ser realizados devido a estrutura e/ou condição sistêmica do indivíduo durante o atendimento voluntário fora do ambiente clínico/ambulatorial.

Vale ressaltar a importância do trabalho voluntário para este grupo populacional, que por vezes conta apenas com este acesso à saúde. E também o diferencial que o voluntariado acrescenta ao profissional e futuro profissional que o exerce.

Dra. Carolina Dea Bruzamolin, Tutora suplente do núcleo de Odontologia da ONG “Médicos de Rua” com as alunas Tamara Araújo e Fernanda Gusmão.

Dra. Carolina Dea Bruzamolin: Cirurgiã dentista CRO PR 18.560, Especialista em Odontopediatria (PUCPR) e Gestão Pública em Saúde “Enfase na Odontologia” (UP) , Mestre em Odontologia “Enfase em saúde bucal da criança e adolescente” pela UFPR, Doutora em Odontologia clinica pela Universidade Positivo, Professora do curso de graduação em Odontologia e Especialização em Odontopediatria/Saúde Coletiva da Universidade Positivo, Coordenadora do Núcleo de Educação em Saúde  do Instituto “Barco Sorriso”

 

Nova ação dos Médicos do Mundo na Aldeia Tekuá Pyau – amanhã dia 13 de outubro

Dia 12 de outubro, sábado. Hoje, no dia das crianças, nos preparamos para a segunda ação dos Médicos do Mundo na Aldeia Indígena Tekuá Pyau, do Pico do Jaraguá. Estamos muito animados!

Como aconteceu na primeira ação na Aldeia, novamente teremos a ONG Love for Life, e o Instituto Eu Causo como uma parceira muito importante e já agradecemos com antecedência o trabalho que começa muito antes do dia da ação!

Ficamos todos muito felizes com o impacto e resultados da primeira ação e, no intuito de reforçar esses resultados e estimular a integração e continuação do aprendizado gerado então, chegamos à esta nova oportunidade de ajudar uma comunidade indígena que nos recebeu tão bem!

Amanhã será outro dia LINDO!

 

 

 

Reabilitação de Rua – Ação do dia 29 de Setembro de 2019

Na penúltima ação, atendemos um paciente com Distrofia Fácio Escapulo Umeral, jovem de 29 anos, com queixa de intensa algia em face e ombro esquerdo, importante limitação nos movimentos e muita fraqueza muscular. Realizamos a reabilitação e orientamos que continuasse fazendo os exercícios ensinados no mínimo uma vez ao dia. Ontem quando o encontrei, fiquei extremamente feliz com a sua evolução! Não estava mais sentindo as dores do início, os movimentos melhoraram em torno de 80%, ganhou força muscular e estava confiante com o tratamento. A queixa de ontem foi uma dor na musculatura da coluna lombar e prontamente iniciamos as orientações e a reabilitação. Ficaremos no aguardo da próxima ação para sabermos da evolução desse quadro e creio que será positivo pois o paciente é colaborativo e dedicado.

Relatos com o esse nos fazem ter a certeza que estamos no caminho certo!

Cris Galhardi